Seguidores

Translate - Tradutor

Seguir por Email

Volte sempre!


Fale Conosco 
 

Atenção. Importante!

Alguns Textos, Mensagens e Imagens foram retirados de variados sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.

A real intenção do blog Grupo Boiadeiro Rei não é de plágio, mas sim de espalhar Conhecimento e Espiritualizar...

 
TODO ACERVO DE MATERIAL DE ESTUDOS DO GRUPO DE ESTUDOS BOIADEIRO REI ESTA NO SERVIDOR ISSUU DEVIDO AO GRANDE NUMERO DE INFORMAÇÕES DA RELIGIÃO ACESSE - O LINK EBOOKS A BAIXO 
 
LlNK:
 

Pesquisar

Leia Também em nosso Site

sexta-feira, 24 de junho de 2011

A última festa de um Preto Velho



A última festa de um Preto Velho

Assobiaram, seu Joaquim, olhou pra trás, precisou mirar um pouco mais e viu seu Benedito acenando com a mão, já era noite na senzala e todos ainda não dormiram, tem festa hoje meu velho disse seu Joaquim ancião também mas um pouco mais novo que seu Benedito.
O Velho Benedito como muitos chamavam, parou e começou a massagear a barba branca como algodão, sabia que quando tinha festa tinha fartura nas comidas que a sinhá mandava pros escravos, talvez até um pouquinho de vinho servido nas canequinhas do café pra não levantar suspeitas, mas antes do seu Benedito aceitar o convite, vamos falar um pouquinho da sua história:

Benedito nasceu em uma cidade pobre, mas nunca falou de seus pais, nasceu e já começou a trabalhar, pois somente desta parte tenho a recordação, um dia salvou uma pessoa uma certa roda de engenho soltou-se e cairia em cima de outro homem, mas Benedito segurou-a com suas mãos e corpo, era mais que tudo isso poderia suportar, mas mesmo assim conseguiu segurar e salvar seu amigo, isto custou-lhe um problema grave na coluna e por muito tempo precisou do amparo de muletas, aposentou cedo, mas que aposentadoria preferia trabalhar pois a dor ainda se estendia em seu dorso e espinha, aos poucos tirou de baixo de suas axilas tal muletas e passou a andar livremente, mas ainda com algumas dores e puxando um pouco no seu caminhar, seu Benedito foi pessoa muito boa, tinha um sonho e era ganhar no jogo e com o dinheiro ajudar alguns amigos, assim, os números fizeram parte de seus pensamentos, seus bolsos ainda encontravam-se papeis rabiscados e amassados por jogos que não jogara por falta de dinheiro, mas seu Benedito caminhou bastante, e era o que mais gostava de fazer, pois todo dia levantava muito cedo tão cedo que o dia ainda não tinha nascido, andava sempre ao encontro de amigos e sorrindo passava e contava suas histórias, estas muitos reais pois contava sobre o passado de seus amigos, pelo tempo que conhecia cada um, e feliz sorria e voltava a caminhar, em seu bolso os números que naquela semana deveria jogar, parava sua caminhada sempre no mesmo lugar, almoçava bastante, pois sua aposentadoria não dava pra jantar, certo dia isso ocorrido a minha frente, parou-lhe uma pessoa e pediu-lhe um alimento, ele deu-lhe o que quis comer e saciado pagou com uma garrafada na cabeça que por muitos anos a dor traria-lhe a lembrança.
Não foi por isso e por nada que Benedito deixou de ser uma pessoa boa, compreendia a todos e sabia perdoar, Benedito não casou esperava um dia ter a sorte pra preparar um lar com alguém que lhe ama-se.

Agora voltamos a senzala, mas porque senzala?, Benedito era negro mas não vivera naquele tempo, mas se eu disse-se que Benedito já fora um Preto Velho, você acredita?, pois é eu conheci seu Benedito em sua última encarnação e agora é um pontinho pequenino de luz, vem as vezes e vai embora ainda triste, pois a sua festa nunca começou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aceitamos comentários edificantes. Siga seu caminho em paz, se essa não é sua crença.

Obrigado!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

“A Umbanda não é responsável pelos absurdos praticados em seu nome, assim como Jesus Cristo não é responsável pelos absurdos que foram e que são praticados em Seu nome e em nome de seu Evangelho.”


SIGNIFICADOS QUANTO AO FORMATO DA VELA



 
Cones ou Triangulares: equilíbrio, elevação.
Quadradas: estabilidade, matéria.
Estrela: espiritual, carma.
Pirâmide: realizações matérias.
Cilíndricas: servem para tudo.
Animais: para o seu animal protetor.
Lua: para acentuar sua energia intuitiva.
Gnomo: para seu elemental da terra.
Cone ou Triangulares: simbolizam o equilíbrio. Tem três planos: físico, emocional e espiritual.
Velas Cônicas: são voltadas para cima e significam o desejo de elevação do homem, sua comunicação com o cosmos.
Velas Quadradas: Simbolizam estabilidade na matéria. Seus lados iguais representam os quatro elementos: Terra, Água, Fogo, Ar.
Velas em Formato de Estrela de Cinco Pontas: É o símbolo do homem preso na matéria. Representa o carma.
Velas Redondas: Simbolizam mudança. E a energia mais pura do astral que só a mente superior alcança.