Seguidores

Translate - Tradutor

Seguir por Email

Volte sempre!


Fale Conosco 
 

Atenção. Importante!

Alguns Textos, Mensagens e Imagens foram retirados de variados sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.

A real intenção do blog Grupo Boiadeiro Rei não é de plágio, mas sim de espalhar Conhecimento e Espiritualizar...

 
TODO ACERVO DE MATERIAL DE ESTUDOS DO GRUPO DE ESTUDOS BOIADEIRO REI ESTA NO SERVIDOR ISSUU DEVIDO AO GRANDE NUMERO DE INFORMAÇÕES DA RELIGIÃO ACESSE - O LINK EBOOKS A BAIXO 
 
LlNK:
 

Pesquisar

Leia Também em nosso Site

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Eu quero ser Médium - Sacerdote Umbandista


alt
As pessoas que desejam descobrir suas qualidades, dons e atribuições mediúnicas deve antes de qualquer coisa, entender que para ser  no futuro uma Médium responsável e cumpridor das suas obrigações o mesmo deve antes estudar a cartilha primária, a fim de aprender o alfabeto da espiritualidade que o credenciará no futuro a estudos mais avançados, mais complexos da  construção do seu Sacerdocio.
O médium precisa começar o seu desenvolvimento mediúnico orientado pelas lições básicas e antes de estar interessado em saber quem é seu Pai ou Mãe, quem são suas entidades e quando vai começar a dar passagem para os mesmo, tem que primeiro se conhecer e conhecer bem toda a doutrina e ritos que constroem a Umbanda.
O homem pode tornar-se engenheiro, advogado, médico ou magistrado, mas para isto, leva anos de estudo e preparação. Cada um tem que se adaptar a regras, normas e procedimentos correspondentes a suas funções e áreas de atuação. E antes deles pensarem em “Ser” eles tem que se transformar no que desejam. E tudo começa pela alfabetização.
E não é diferente na caminhada espiritual e na corrente de caridade Umbandista. Muitas pessoas se apressam ou são indevidamente orientadas. Levando muitas pessoas a se acharem que são isto ou aquilo só por que participaram deste ou daquele curso de orientação.
Os cursos são importantes, pois nos permite adquirir conhecimentos e compartilhar experiências que outra já viveu. Mas cada um deverá construir sua própria historia, na pratica e na convivência. Sem o exercício da transformação interior que deverá ser promovida pela conscientização religiosa e aceitação de quem se é de fato, ninguém vai saber identificar e se sentirá bem na pratica da religiosidade.
E talvez neste ponto que faça com que muitos fiquem mudando de templos ou grupos e abrem suas casas com a mesma rapidez que elas se fecham. Os vícios, a falta de alto conhecimento e pratica da religiosidade durante o desenvolvimento mediúnico levam inúmeras pessoas serem vencidas pelas dificuldades e barreiras que a própria religiosidade e o Sacerdocio nos impõem.
Somente o aprimoramento mediúnico, que só será adquirido na pratica. Somente praticando a Umbanda nos seu dia a dia que uma pessoa realmente estará desenvolvendo suas qualidades e dons mediúnicos. Quem conta tempo e usa ele como triunfo, sempre será derrotado. O tempo é senhor da verdade, somente vivendo ele na pratica que ele tratará para sua vida a luz que irá brilhar na sua caminhada. Quem vive o tempo e deixa ele passara, sempre ficar assistindo as pessoas passando e caminhando, invejando a luz que os outros tem. E voce sempre estará se perguntando: E a minha Luz?
O afloramento dos seus dons e qualidades somente acontecerá após Praticar a Umbanda. E para isto cada um dos interessados em se desenvolver tem que se preparar para servir, atender e amparar que quer que seja, quando necessário, sem se importar com cargo, função e principalmente sem esperar reconhecimento.
Se uma pessoa que pretende ser um médium, não sabe o que é um Sacerdocio. Este nunca será um médium e sempre estará perdido. O sacerdócio Umbandista nos livra de varias obrigações que outras vertentes religiosas impõem a seus seguidores. Mas nos colocam outros, que ao serem cumpridos nos lapida e nos prepara para cumprimos com nossa missão.
Sem abrir mão de vaidades, reconhecimentos, valorização e principalmente sem estar consciente das obrigações e compromissos que irá assumir quando iniciado, consagrado e coroado fica impossível uma luz brilhar em sua vida. Uma vez se transformando, aceitando as regras e a nova realidade de vida que vai ter que viver, tudo fica mais fácil e fará sentido. Só através da transformação interior e praticando que iremos nos conhecer e aprender realmente o que é ser um médium/ sacerdote Umbandista.
O filho de fé, que aproveitou o tempo e praticou a religiosidade e a caridade espiritual com devoção e desprendimento estará cumprindo com sua missão. E nunca deixar de ter a eterna preocupação em sempre estar pronto para aprender e se renovar nas lições da vida.
Muitas coisas irão fazer sentido e outras perderam sentido de tempo em tempo em sua vida. No dia que festa, viaje e diversões não afetarem mais sua vida e não o afastar do cumprimento da sua caminhada religiosa voce poderá dizer que esta no rumo certo.
Devemos ainda, ver como parte principal e importante na caminhada religiosa a eterna preocupação com a limpeza da sua casa religiosa, em todos os sentidos, se preocupar com a manutenção física, financeira, estrutural e religiosa e tudo isto sem cobrar ou ser injusto, querendo que todos façam o que voce faz.  Cada um deve fazer o que pode da forma que se dispor sem olhar a quem vai beneficiar. Pois na verdade, voce sempre será o primeiro a colher os frutos das suas ações. Boas ações, bons frutos. Principio básico da religiosidade, só recebemos o que ofertamos.
É claro que temos vários outros pontos que devem ser pautados e considerados na construção de um correto e acertado desenvolvimento mediúnico. Mas o texto acima nos permite, chamar sua atenção para que reflita e pense bem na qual postura, comportamento, atitude e ações que vão adotar em sua vida para que esteja sintonizado e fortalecido na sua fé, religiosidade e missão.
Hoje com 47 anos de vida, 30 deles vivendo a Umbanda e outros 12 anos como Dirigente espiritual.  Acredito que tenho prerrogativas e condições de dizer com toda franqueza…
Não é fácil! É muito difícil seguir em frente e praticar a Umbanda. A maioria desistiu, fraqueja ou se revolta, pois não estavam preparados corretamente para resistir as tentações, provações, ingratidões e principalmente a servidão e compromissos que passamos a ter que  viver em nossas vidas como religiosos.
Muitas pessoas passarem pelas corrente de trabalho do Templo de Umbanda Estrela Guia, fato este, infelizmente, não ser particularidade da nossa família, mas sim, um fato real e verdadeiro em todos os templos. Pior, quantas casas abriram não resistiram. Muitas fecharam, outras se transformaram em locais onde prevalece a cultura do vale tudo.
É fácil ver a disputa por cargos, visibilidade, reconhecimento e valorização pessoal, como é fácil verificar a falta de respeito a doutrina, seus preceitos sua hierarquia e disciplina religiosa.  Todos querem muito, mas não pratiam quase nada e quando fazem algo querem ser logo recompensadas.
É nestas casas ou através destas pessoas, que encontramos o caminho escuro e os desvios da verdadeira formação e pratica da religiosidade. Nestes locais e com estas pessoas, muitos passam a acreditar que a soluções das suas aflições, dificuldades e desencontros pode ser resolvidas com pagamento, oferendas e até ofertas em dinheiro.
Muitos aham que só pelo fato de serem aparelhos de manifestação de entidades estejam acima do certo e do errado. E que podem tudo e de qualquer forma. E quando percebem o caminho, as ações e as coisas erradas em sua vida, culpam a religião, a espiritualidade e culpam todos  e se afastam, desviam sua caminhada.
É nesta hora que mais uma vez erram e falham contra si mesmo e por serem  incoerentes e contraditórios com suas  próprias convicções persistem no erro. Em vez de refletir e identificar onde, como e de que forma se estragaram e se perderam e sua caminhada. Em vez de assumir que tiveram pressa e não se construíram na pratica da religiosidade preferem se esconder culpando tudo e todos.
É tudo isto é a  prova final que cada um deveria enxergar em sua vida, que apesar de terem conhecimento e sabedoria sobre a espiritualidade. Não aprenderam a praticá-las. E deveriam entender que: Não tem saber e conhecimento que possa substituir a pratica.
Os melhores e maiores exemplo vem dos nossos mais velhos. Que nem saber ler sabia, mas foram Mestre e Doutores ao longo da sua vida, pois praticou com excelência a religiosidade, o amor e o respeito ao próximo e nunca se deixaram abater pela ingratidão e nunca se corromperam ao longo da sua caminhada. Estes sim foram desenvolvidos, lapidados e preparados na pratica da Umbanda.
Espero que entendam a nossa mensagem e que não se percam nas precipitações. Não direciono a ninguém especial, mas sim ao coletivo de filhos de fé que podem fazer a diferença na qualidade e na imagem que a sociedade terá da nossa Umbanda no futuro.
Muita paz, longa caminhada e muita força de vontade aos que desejam ser um filhos de fé, médium e  Sacerdote Umbandista.
PAI GUIMARAES D´OGUM
Sacerdote Umbandista – Dirigente do Templo de Umbanda Estrela Guia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aceitamos comentários edificantes. Siga seu caminho em paz, se essa não é sua crença.

Obrigado!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

“A Umbanda não é responsável pelos absurdos praticados em seu nome, assim como Jesus Cristo não é responsável pelos absurdos que foram e que são praticados em Seu nome e em nome de seu Evangelho.”


SIGNIFICADOS QUANTO AO FORMATO DA VELA



 
Cones ou Triangulares: equilíbrio, elevação.
Quadradas: estabilidade, matéria.
Estrela: espiritual, carma.
Pirâmide: realizações matérias.
Cilíndricas: servem para tudo.
Animais: para o seu animal protetor.
Lua: para acentuar sua energia intuitiva.
Gnomo: para seu elemental da terra.
Cone ou Triangulares: simbolizam o equilíbrio. Tem três planos: físico, emocional e espiritual.
Velas Cônicas: são voltadas para cima e significam o desejo de elevação do homem, sua comunicação com o cosmos.
Velas Quadradas: Simbolizam estabilidade na matéria. Seus lados iguais representam os quatro elementos: Terra, Água, Fogo, Ar.
Velas em Formato de Estrela de Cinco Pontas: É o símbolo do homem preso na matéria. Representa o carma.
Velas Redondas: Simbolizam mudança. E a energia mais pura do astral que só a mente superior alcança.