Seguidores

Translate - Tradutor

Seguir por Email

Volte sempre!


Fale Conosco 
 

Atenção. Importante!

Alguns Textos, Mensagens e Imagens foram retirados de variados sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.

A real intenção do blog Grupo Boiadeiro Rei não é de plágio, mas sim de espalhar Conhecimento e Espiritualizar...

 
TODO ACERVO DE MATERIAL DE ESTUDOS DO GRUPO DE ESTUDOS BOIADEIRO REI ESTA NO SERVIDOR ISSUU DEVIDO AO GRANDE NUMERO DE INFORMAÇÕES DA RELIGIÃO ACESSE - O LINK EBOOKS A BAIXO 
 
LlNK:
 

Pesquisar

Leia Também em nosso Site

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

ESPÍRITOS DA UMBANDA - MARINHEIROS





Iremos tratar neste texto de espíritos desbravadores, destemidos, alegres, brincalhões e corajosos. São eles nossos irmãos Marinheiros.




A Linha dos Marinheiros ou Marujos, como são chamados por alguns, é a ultima das linhas integrantes da chamada Linha Auxiliar ou Linha Intermediária a ser comentada. Por essa razão, esses espíritos podem atuar livremente dentro das linhas chamadas de direita e esquerda.


Essa Linha é formada por espíritos que, quando encarnados, tiveram sua vida vinculada ao trabalho no mar, nos navios, caravelas, embarcações. É formada também por espíritos que optaram por trabalhar nessa Linha quando ingressaram na seara Umbandista.

Desse modo, é comum os espíritos dessa Linha se apresentarem como marujos, capitães, almirantes e até mesmo piratas. São espíritos que dedicaram, exclusivamente, a vida nos oceanos, seja no transporte mercantil, seja nas expedições e até guerras. 

A manifestação desses espíritos se dá de forma alegre. São espíritos que não perdem a oportunidade para contar piadas, fazer brincadeiras, tomar um bom Whisky ou Rum, e fumar seus charutos e cachimbos.

Apesar do jeito alegre e descontraído, são espíritos de luz, que militam na seara Umbandista com o objetivo de defender seus filhos de toda a demanda e orientá-los nas questões financeiras e até amorosas.

O Marinheiro representa a coragem ante o desconhecido. Muitas vezes nós tememos enfrentar situações que não conhecemos, mares até então não navegados. Nessas horas, pedimos a proteção dos marinheiros para que nos guiem e nos orientem para que possamos encontrar um porto seguro para nossas vidas.

O fato dessas entidades serem alegres e descontraídas não significa que o médium não deva prestar o mesmo respeito e concentração dedicado a outras Linhas. O respeito deve ser o mesmo com todas as linhas, pois todas elas são formadas por espíritos de Luz que vêm da Aruanda em nosso auxílio.

O médium quando incorporado com espíritos dessa Linha, age como se estivesse em um navio em balanço ou até mesmo embriagado, andando de um lado para o outro. Trata-se da forma com que essas entidades encontraram para trabalhar com a energia do médium. Há relatos de médiuns em desenvolvimento que dizem que a vibração dessas entidades traz uma sensação de enjoo e tontura, como se tivessem ingeridos bebidas alcoólicas. 

Apesar dessa ligação com bebidas fortes, essas entidades realizam inúmeros trabalhos para auxiliar as pessoas em questões envolvendo o alcoolismo.

Os Marinheiros são grandes colaboradores da Aruanda. Amigos e companheiros fieis que sempre estão dispostos a auxiliar e livrar seus filhos de trabalhos escusos. 

Por serem ligados à chamada Linha d'água, trabalham com a energia de Iemanjá.

Suas oferendas levam velas azuis, brancas e vermelhas, peixe, moedas, garrafa de bebidas, e charutos. São entregues preferencialmente nas praias.

Não possuem uma saudação específica, sendo utilizado apenas a expressão "Saravá os Marinheiros, Saravá o Povo do Mar".

Um detalhe importante deve ser comentado:

***Apesar dessas entidades fazerem o uso de bebidas fortes, jamais deixarão o médium alcoolizado. Se após uma sessão o "médium" estiver "bêbado" é a prova cabal de que estava mistificando ou que algo não está certo em seu desenvolvimento. Esse assunto será tratado em um texto separado, devido sua importância, porém, oportuno comentar aqui, tendo em vista que essas entidades utilizam-se de bebidas quentes em seus trabalhos. Frise-se, mesmo a entidade utilizando de tais elementos em hipótese alguma o médium de verdade ficará tonto, bêbado ou coisa do tipo. Pois, quem está utilizando tais elementos é o espírito que os leva quando desincorpora. O fato de um "médium" ficar bêbado após as sessões, é a prova inequívoca de mistificação e incorporação falha.

Por esse motivo, em nossa Tenda, só se utiliza desses elementos quem foi coroado (formado).  O médium em desenvolvimento, em hipótese alguma deve fazer uso, tanto de bebidas, quanto de fumo. Vez que, se tratam de elementos fortes que se mal utilizados poderão atrapalhar no desenvolvimento mediúnico. 

Lamentamos o que ocorre em determinadas casas onde o "Pai/Mãe de Santo" de forma irresponsável, libera o uso do fumo e álcool durante o desenvolvimento, sob o pretexto de "aproximar" as entidades. Trata-se de conduta lastimável. As entidades não são dependentes do álcool e do fumo. Apenas utilizam-se desses elementos para o seu trabalho e não para se satisfazerem. Quando vedado pela casa, elas trabalham da mesma forma e com a mesma eficiência.

O que de fato aproxima as entidades de verdade, é o médium ser doutrinado, caridoso, responsável e humilde. Isso sim aproxima muito mais as entidades de luz para com ele trabalharem do que qualquer outro elemento material. 

Se o "médium" gosta de beber e fumar, o que não é aconselhado, que busque um bar ou fique em casa. Terreiro de Umbanda não é lugar para satisfazer seus vícios, mas ao revés, lugar para aprender a se livrar deles.***

Pois bem, voltando ao tema, os marinheiros também trabalham em falanges como as demais linhas de Umbanda. As mais comuns são:

 - Martin Pescador
-  Rei dos Mares
- 7 Mares
- 7 ondas
- Almirante
- Marujo
- Capitão dos Mares, etc.

PONTOS CANTADOS

Seguem abaixo, alguns dos Pontos Cantados nas sessões de trabalhos com essa Linha, os quais sempre falam da alegria, do mar, etc.

PONTO 1

Vem Marinheiro,
Dá licença de passar, de passar,
Seu navio entrou no porto,
Ele vem de alto mar! (2X)

Já cruzei a hora grande,
O mar revolto eu enfrentei,
Vou chamar pela pesqueira,
Para ver se ela vem,
Quando eu chegar em terra,
Vou falar com minha velha,

Meu navio foi no balanço é no
balanço que ele vai! (2x)

PONTO 2

Mas eu não sou daqui, marinheiro só,
Eu não tenho amor, marinheiro só,
Eu sou da Bahia, marinheiro só,
De São Salvador, marinheiro só,

Ô marinheiro, ô marinheiro, marinheiro só,
Quem te ensinou a navegar?  marinheiro só,
Foi o tombo do navio? marinheiro só,
Ou foi o balanço do mar? marinheiro só. (2X)

Lá vem, lá vem, marinheiro só,
Como vem faceiro, marinheiro só,
Todo de branco,  marinheiro só,
Com seu bonezinho,  marinheiro só. (2X)

Ô marinheiro, ô marinheiro, marinheiro só,
Quem te ensinou a navegar?  marinheiro só,
Foi o tombo do navio? marinheiro só,
Ou foi o balanço do mar? marinheiro só. (2X).

PONTO 3

O navio apitou no mar,
A costa balanceou. (2X)

Dá licença marinheiro,
Eu quero é falar, agô! (2X)

PONTO 4

Minha jangada vai sair pro mar,
Pra trabalhar, meu bem querer (2X)

Se Deus quiser quando eu voltar do Mar,
Um peixe bom, eu vou trazer, ei de trazer,
Meus companheiros também vão voltar!
E a Deus do céu vamos agradecer!


PONTO 5

Quem te ensinou a nadar?
Quem te ensinou a nadar?
Foi, Foi MarinheiroFoi o balanço do mar! (2x)

PONTO 6

Seu Martim Pescador que vive atoa,
É bebendo marafo e caindo na rua (2X)

Eu também sei nadar,
Eu também sei nadar no mar (2X)

Eu também sei, também sei, também sei nadar (2X)

Na barra apitou o navio (2X)
Perguntando se podia entrar!

A barra já está tomada seu marujo!
Nesta barra aqui quem manda é Oxalá! (2X)

PONTO 7

Ô nós, que viemos 
de outras terras de outro mar! (2x)

Temos pólvora, fogo e chumbo,
Nós queremos é guerrear! (2x)

PONTO 8

Navio negreiro no fundo do mar (2X)
Correntes pesadas na areia arrastar! (2x)
A Negra escrava se pôs  a cantar! (2x)
Saravá, Minha mãe Iemanjá! (2x)
Virou a caçamba de fundo pro mar! (2x)
E que nos salvou foi mãe Iemanjá! (2x)
Saravá, Minha mãe Iemanjá! (2X)

PONTO 9

Minha Jangada flutuando em alto mar,
É mamãe sereia que veio trabalhar! (2X)

Jangadeiro, jangadeiro,
Jangadeiro vem de lá!
Ele é o timoneiro de nossa Mãe Iemanjá! (2X)

PONTO 10

Ô Cirandeiro, ô cirandeiro ó,
Ô Cirandeiro, ô cirandeiro ó,

A pedra do teu anel,
brilha mais que ouro em pó! (2X)

PONTO 11

Seu marinheiro sua morada é no mar! (2X) 
Eu vou, eu vou remando, remando para o mar! (2X)

Seu marinheiro que balanço é esse? (2X)
É seu barquinho que vai para o mar!
Levando flores belas pra mãe Iemanjá! 



Fonte: TENDA DE UMBANDA FILHOS DA VOVÓ RITA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aceitamos comentários edificantes. Siga seu caminho em paz, se essa não é sua crença.

Obrigado!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

“A Umbanda não é responsável pelos absurdos praticados em seu nome, assim como Jesus Cristo não é responsável pelos absurdos que foram e que são praticados em Seu nome e em nome de seu Evangelho.”


SIGNIFICADOS QUANTO AO FORMATO DA VELA



 
Cones ou Triangulares: equilíbrio, elevação.
Quadradas: estabilidade, matéria.
Estrela: espiritual, carma.
Pirâmide: realizações matérias.
Cilíndricas: servem para tudo.
Animais: para o seu animal protetor.
Lua: para acentuar sua energia intuitiva.
Gnomo: para seu elemental da terra.
Cone ou Triangulares: simbolizam o equilíbrio. Tem três planos: físico, emocional e espiritual.
Velas Cônicas: são voltadas para cima e significam o desejo de elevação do homem, sua comunicação com o cosmos.
Velas Quadradas: Simbolizam estabilidade na matéria. Seus lados iguais representam os quatro elementos: Terra, Água, Fogo, Ar.
Velas em Formato de Estrela de Cinco Pontas: É o símbolo do homem preso na matéria. Representa o carma.
Velas Redondas: Simbolizam mudança. E a energia mais pura do astral que só a mente superior alcança.