Seguidores

Translate - Tradutor

Seguir por Email

Volte sempre!


Fale Conosco 
 

Atenção. Importante!

Alguns Textos, Mensagens e Imagens foram retirados de variados sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.

A real intenção do blog Grupo Boiadeiro Rei não é de plágio, mas sim de espalhar Conhecimento e Espiritualizar...

 
TODO ACERVO DE MATERIAL DE ESTUDOS DO GRUPO DE ESTUDOS BOIADEIRO REI ESTA NO SERVIDOR ISSUU DEVIDO AO GRANDE NUMERO DE INFORMAÇÕES DA RELIGIÃO ACESSE - O LINK EBOOKS A BAIXO 
 
LlNK:
 

Pesquisar

Leia Também em nosso Site

segunda-feira, 14 de março de 2011

Continuando com a cromoterapia

Se cor é vibração, com a cromoterapia não precisamos ser crentes de qualquer doutrina para trabalhar com ela. Se não temos disciplina para meditar e mentalizar as cores, podemos simplesmente usar uma lâmpada colorida, ou papéis especiais (não tão especiais assim: papel celofane, papel gelatina…) revestindo lâmpadas brancas para atingirmos nossos objetivos. Ou mais prático ainda: podemos usar roupas coloridas.

A cromoterapia moderna emprega algumas cores a mais do que as sete citadas, mas ainda sim são só desdobramentos delas. Uma pequena tabela para vocês entenderem:
Vermelho: De todas as cores é a mais poderosa, devendo ser usada com prudência. É vitalizante, estimulante e excitante, além de aumentar a pressão sanguínea. Pode estar associada ao perigo, advertência e guerra, mas também a vida, sol, chama e energia. Associa-se ao chakra base. Intensifica as funções do corpo estimulando o sistema nervoso e fortalecendo a atividade do fígado.
Laranja: É a cor da alegria, podendo ser usada para dar mais vida a uma atitude. É antidepressiva, promove a boa digestão, beneficia a maior parte do sistema metabólico, rejuvenesce e vitaliza, podendo também elevar a pressão sanguínea. Associa-se às glândulas supra-renais.
Amarelo: De forma isolada pode proporcionar perda de estabilidade, proteção, meta ou foco. Assim, pode encorajar o nervosismo e a incerteza. Seu uso é sugerido associado a outras cores. Desperta novas esperanças no caso de resignação de doentes que desistiram da cura; alguns terapeutas afirmam que o amarelo fortalece os olhos e os ouvidos além de ajudar na cura da artrite.
Verde: Cor que deve ser usada com muito cuidado. Pode ser utilizada para desequilibrar as vibrações causadas pelo raio de uma doença. Associada ao chakra cardíaco, pode ser útil em problemas do coração, úlceras, dores de cabeça, casos de câncer e outros. Também pode estar associada afetivamente à paz, natureza, saúde, abundância, tranquilidade, equilíbrio, esperança e juventude. Harmoniza as flutuações do estado de espírito e provoca melhor equilíbrio nos casos de insatisfação e impaciência.
Azul: De todas é a mais curativa. Extremamente relaxante, traz paz, auxilia na remoção de dores de cabeça e enxaquecas e é útil em casos de asma. Materialmente está associada a frio, céu, gelo. Afetivamente, à verdade, intelectualidade, viagens, serenidade, infinito, meditação. Ajuda a baixar a pressão arterial; assim como acalma e traz clareza mental.
Violeta: Traz equilíbrio da consciência, dignidade e divindade, mas também estabilidade. Relaciona-se à mentalidade humana e pode remeter a uma integração como o espaço, com a concentração voltada para um fim específico (oração ou meditação). Eleva a auto-avaliação e a auto-estima de quem perdeu o senso da beleza humana, além de devolver o ritmo do sistema (glândula pineal). Purifica o organismo atuando de modo calmante sobre os músculos do coração e sobre os outros músculos do corpo. Também acalma a superexcitação nervosa.
Turquesa: Reanimadora e refrescante, calmante e suavizante. Tranquiliza o sistema nervoso e as inflamações, além de auxiliar na cura do eczema (glândula tireóide). Pode servir também como fortificante da pele.
Essas são as sete cores básicas. Agora, alguns de seus desdobramentos:
Magenta: Leva à consciência espiritual, auxilia como equilibradora emocional e é estimulante supra-renal. É um agente que fortifica a aura ou as radioemanações do corpo químico. Seu uso é recomendável para propósitos especiais de transmutação dos reinos mais densos para o campo espiritual. Espécie de cor da realização.
Marron:  Cor da integração e do oferecimento, até do sacrifício. Materialmente, associa-se à outono, doenças e terra. Afetivamente, a melancolia, orações, etc.
Laranja: é a mistura do vermelho com o amarelo, portanto traz as qualidades dessas duas cores e deve ser usado, ao deitar, nas articulações, juntas doloridas, dores de coluna, ciática, hérnia de disco, etc. Traz sucesso, agilidade mental, atrai boa sorte e prosperidade; desencoraja a preguiça. Melhor dia para usar, quarta-feira. Simboliza: encorajamento, estimulação, robustez, atração, gentileza, cordialidade, tolerância e prosperidade.
Rosa:  é o vermelho, temperado com as qualidades do branco. É romance, amor espiritual (sem conotação sexual). Eleva as vibrações e o contato espiritual, afasta energias negativas e promove fraternidade.
Preto: Atrai todas as vibrações para si, absorvendo-as. Funciona como um isolante. Trata-se da cor da auto-negação.
Branco: traz pureza, sinceridade e verdade; repele energias negativas e eleva as vibrações; equilibra a aura; facilita o contato com os guias espirituais e com os ancestrais; gerencia o equilíbrio interior, proteção, instinto, memória, partos, cuidado de animais domésticos e de crianças, sonhos. Também pode ser usado como coringa, para todos os propósitos, substituto para qualquer cor.
Agora quando perguntarem por que usamos branco durante os trabalhos vocês já conseguirão responder com mais clareza? O branco é uma cor que não interfere nas outras e nós também trabalhamos com a energia em forma de cor. E aqui vai a segunda coincidência: sete cores no arco-iris. Sete chacras principais. Quantos Orixás temos no panteão maior da Umbanda? Ogum, Oxossi, Xangô, Yemanjá, Yansã, Oxum e Oxalá.
Ok, mas me precipitei: voltemos a cromoterapia.
Como já foi dito, as cores atuam sobrecarregando certos chacras de nosso corpo. Com essa capacidade assimilada, podemos ajudar a nos ajudar no dia-a-dia. Quando acordamos nervosos, por exemplo, devemos evitar o vermelho, para não agravar o quadro. Vista alguma peça azul, calmo, ou ainda o verde. Existe uma outra forma ainda de trabalhar com as cores, uma forma que eu gosto mais e acho bem mais eficiente, que são as águas fluidificadas. E é bem fácil de fazer:
Envolva um recipiente com água usando papel gelatina ou celofane. Deixe esse recipiente no para-peito da janela ou onde bata sol (só não pode ser no chão). O sol irradiará seus raios que serão absorvidos pelo papel, liberando só o que nos interessa: a cor do papel. Deixe por alguns minutos e pronto! Você poderá beber azul, ou amarelo, ou a cor que necessitar. Beba laranja antes do estudo e observe o que acontecerá.
Questões importantes: por que não no chão?
Onde ligamos o fio terra de um pára raios? O chão, por ser a própria Terra, acaba descarregando a energia que você está tentando armazenar. Quando estamos estressados, andar descalço na terra não alivia? É o mesmo princípio.
E o branco é o coringa? Mas não devia ser o preto, que é a mistura de todas as cores?
Deveria, se isso fosse verdade.
O preto é a mistura de todos os pigmentos, não das cores. As cores, como dissemos, são vibrações, luz. Se juntarmos várias luzes de cores diferentes então teremos o branco. Isso ocorre porque o pigmento absorve as luzes e repele só aquela que vemos. Isso forma a cor. O preto, então, absorveria todas as energias e não devolveria nenhuma. O branco por sua vez, repele todas as cores, por isso sua neutralidade, ele não absorve nenhuma energia.
Certo, agora acredito que nós tenhamos entendido as aplicações das cores dentro dessa ciência que é a cromoterapia. Só uma coisa a mais para vocês se lembrarem: quando estiverem em dúvida com relação ao uso de alguma cor,imaginem-se em um mundo só dessa cor. Como você se sentiria? Geralmente é isso que a cor trabalhará. O restante vem exatamente desse sentimento que lhe causou. Por exemplo: se você vivesse em um mundo laranja, se estivesse dentro de um quarto laranja, como você se sentiria? Feche os olhos e se imagine assim e deixe seu corpo sentir as influências que esse pensamento te trará. Isso é mentalizar uma cor.

Postado no Grupo de Estudos Boiadeiro Rei


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aceitamos comentários edificantes. Siga seu caminho em paz, se essa não é sua crença.

Obrigado!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

“A Umbanda não é responsável pelos absurdos praticados em seu nome, assim como Jesus Cristo não é responsável pelos absurdos que foram e que são praticados em Seu nome e em nome de seu Evangelho.”


SIGNIFICADOS QUANTO AO FORMATO DA VELA



 
Cones ou Triangulares: equilíbrio, elevação.
Quadradas: estabilidade, matéria.
Estrela: espiritual, carma.
Pirâmide: realizações matérias.
Cilíndricas: servem para tudo.
Animais: para o seu animal protetor.
Lua: para acentuar sua energia intuitiva.
Gnomo: para seu elemental da terra.
Cone ou Triangulares: simbolizam o equilíbrio. Tem três planos: físico, emocional e espiritual.
Velas Cônicas: são voltadas para cima e significam o desejo de elevação do homem, sua comunicação com o cosmos.
Velas Quadradas: Simbolizam estabilidade na matéria. Seus lados iguais representam os quatro elementos: Terra, Água, Fogo, Ar.
Velas em Formato de Estrela de Cinco Pontas: É o símbolo do homem preso na matéria. Representa o carma.
Velas Redondas: Simbolizam mudança. E a energia mais pura do astral que só a mente superior alcança.