Seguidores

Translate - Tradutor

Seguir por Email

Volte sempre!


Fale Conosco 
 

Atenção. Importante!

Alguns Textos, Mensagens e Imagens foram retirados de variados sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.

A real intenção do blog Grupo Boiadeiro Rei não é de plágio, mas sim de espalhar Conhecimento e Espiritualizar...

 
TODO ACERVO DE MATERIAL DE ESTUDOS DO GRUPO DE ESTUDOS BOIADEIRO REI ESTA NO SERVIDOR ISSUU DEVIDO AO GRANDE NUMERO DE INFORMAÇÕES DA RELIGIÃO ACESSE - O LINK EBOOKS A BAIXO 
 
LlNK:
 

Pesquisar

Leia Também em nosso Site

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Preparação das Imagens


Algumas pessoas têm, em suas casas, imagens de santos da Igreja Católica que estão sincretizados nos Orixás de Umbanda. Queremos esclarecer que para que a imagem atraia realmente a vibração que representa, ela deverá ser preparada antes, num ritual simples que passamos a descrever.
Lave a imagem com água corrente e três gotas de amônia, para retirar a vibração que a imagem captou na loja comercial onde foi comprada. Em seguida, lave com água e três gotas da essência correspondente à vibração que se quer atrair. Use toalha própria para enxugar e pano branco virgem para passar a água com essência.
Fure a imagem por baixo, na base, com um punhal virgem ou da vibração, fazendo um orifício de dois centímetros de diâmetro, aproximadamente.
Antes de iniciar o ritual de imantação das imagens, prepare-se com banho de descarrego, roupa branca (roupa de santo, se tiver), defumação e acenda uma vela de cera com um copo d’água ao lado. Ao terminar o ritual, feche o orifício com a cera da vela e deixe queimar o restante. A vela deverá estar oleada (untada) com a essência utilizada e deve ser usada uma vela para cada imagem a ser preparada. As contas a serem utilizadas no ritual deverão ter sido colocadas anteriormente, por três dias, em água com três gotas da essência correspondente.

Coloque no interior da imagem o seguinte:

Oxalá
pó de pemba branca
7 contas brancas
algodão com 21 gotas de essência de aloés

Xangô Puro
3 folhas de saião verde
3 contas marrons, 3 contas amarelas e 1 conta branca
algodão com 21 gotas de essência de morango

Xangô do Oriente
3 galhos de trigo imantados com essência de alfazema
3 contas roxas, 3 contas amarelas e 1 conta branca
algodão com 21 gotas de essência de morango e 21 gotas de essência de alfazema

Ogum
Limalha de ferro
3 contas vermelhas e 4 contas brancas
algodão com 21 gotas de essência de violeta

Oxossi
7 grãos de milho amarelo
3 contas verdes, 3 contas vermelhas e1 conta branca
algodão com 21 gotas de essência de sândalo

Omulú
7 flores de Omulú (pipoca feita na areia)
3 contas pretas, 3 contas amarelas e 1 conta branca
algodão com 21 gotas de essência de cravo

Iemanjá
pétalas de uma rosa branca
3 contas azuis claras e 4 contas brancas
algodão com 21 gotas de essência de jasmim

Oxum
pétalas de uma rosa amarela
3 contas amarelas, 3 contas azuis claras e1 conta branca
algodão com 21 gotas de essência de angélica

Iansã
pétalas de uma rosa coral ou 7 pedaços de bambu verde
3 contas corais e 4 contas brancas
algodão com 21 gotas de essência de benjoim

Nanã
pétalas de uma rosa vermelho-escura
3 contas roxas, 3 contas pretas e 1 conta branca
algodão com 21 gotas de essência de limão

Exu
limalha de ferro e 3 pedrinhas de carvão vegetal ou mineral
3 contas vermelhas, 3 contas pretas e 1 conta branca
algodão com marafo (aguardente) ou sumo de mastruço ou 21 gotas de essência de canela (exu da encruzilhada) ou de essência de cedro (exu do cemitério)

Pombagira
anis estrelado (erva) ou 7 tentos de exu
3 pedrinhas de sal grosso
3 contas vermelhas, 3 contas pretas e 1 conta branca
algodão com licor de anis ou sumo de mastruço ou 21 gotas de essência de rosa (pombagira da encruzilhada) ou de essência de patchouli (pombagira do cemitério)

Preto-velho
3 galhos de arruda
3 pedaços de fumo de rolo
3 contas pretas e 4 contas brancas
algodão com 21 gotas de essência de heliotrópio e 21 gotas de essência de cravo (pretos-velhos) ou limão (pretas-velhas)

Ibeijada
3 contas rosas, 3 contas azuis e 1 conta branca
algodão com 21 gotas de essência de flor de maçã e 21 gotas da essência correspondente à vibração originária

Caboclos
7 folhas de eucalipto
fumo de rolo picado
3 contas verdes, 3 contas vermelhas e 1 conta branca
algodão com 21 gotas de essência de eucalipto e 21 gotas da essência correspondente à vibração originária

Oriente
3 galhinhos de trigo
3 contas amarelas e 4 contas brancas
algodão com 21 gotas de essência de alfazema
Dentro das imagens também pode ser colocado um pedaço do metal correspondente à vibração. No caso dos exus, pombagiras, caboclos, pretos-velhos e ibeijada, o pedaço de metal poderá corresponder à vibração originária da entidade.
A Imantação das Imagens
Para explicar o que é e como funciona a imantação, devemos inicialmente esclarecer o seguinte: toda vibração tem pólo positivo e pólo negativo, e toda vibração pode ser manipulada para ajudar as pessoas – no pólo positivo – ou para prejudicá-las – no pólo negativo. Assim, uma pessoa pode estar com uma vibração negativa de um ou mais orixás e isso pode estar lhe causando vários transtornos na saúde, na vida material, na vida sentimental ou em qualquer outro setor. Para retirarmos essa vibração negativa, teremos que utilizar uma vibração positiva de mesma qualidade, ou seja, para uma vibração negativa de Oxum teremos que utilizar uma vibração positiva de Oxum, para uma vibração negativa de exu da encruzilhada teremos que usar uma vibração positiva de exu da encruzilhada, e assim sucessivamente. Isso se aplica para todos os orixás e falanges, e a Física explica, afirmando: “Pólos iguais se repelem, pólos contrários se atraem”, desde que sejam da mesma qualidade (elétrica, magnética, etc.). Esse é o principio básico da imantação.
A imantação consiste numa mesa magnética onde constam dois ou mais ímãs vegetais para cada vibração, dispostos geometricamente. A presença de dois ou mais imãs para cada vibração justifica-se pelo fato de que alguns imãs são utilizados para retirar a negatividade dos participantes, enquanto os outros reabastecem os participantes de energia de características extremamente positivas. Esse campo maravilhoso de vibrações, que passa então a envolver aquele que participa da imantação, dura de oito meses a um ano, aproximadamente, dependendo bastante do tipo de atividade que se exerça. Na imantação, o participante ficará deitado por um período aproximado de duas horas, vestido de branco, e tomará conhecimento dos seus orixás de coroa.
Finda a imantação, o participante levará para casa uma pedra, denominada otá, que deverá ser mantida dentro de uma quartinha de louça branca com água pura. O otá funciona como uma espécie de bateria, “recarregando” a pessoa sempre que isso se fizer necessário, e retirando qualquer negatividade que ela porventura absorver no seu contato diário com outras pessoas e ambientes carregados. O otá não deve ser tocado por ninguém já que está imantado na vibração pessoal de cada um e a água da quartinha deverá ser trocada, semanalmente, nas mudanças de fase da lua.
O otá cria uma espécie de gosma ao seu redor. Essa gosma é a vibração condensada e nunca deve ser lavada nem retirada. Na troca semanal da água da quartinha, pode-se lavar a quartinha mas não se pode lavar o otá pois isso retiraria parte da sua vibração.
A imantação protege contra trabalhos de magia negra porventura enviados contra a pessoa, uma vez que cria, em torno do participante, um campo vibratório poderosíssimo que a isola totalmente desse tipo de vibração negativa.
A imantação pode e deve ser feita por qualquer um, mesmo que não seja umbandista, pois ela visa e produz um completo isolamento contra vibrações negativas, criando, em conseqüência, melhores condições para enfrentarmos os inevitáveis dissabores de nossas existências no que diz respeito à vida profissional, à vida sentimental, à parte espiritual e à nossa saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aceitamos comentários edificantes. Siga seu caminho em paz, se essa não é sua crença.

Obrigado!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

“A Umbanda não é responsável pelos absurdos praticados em seu nome, assim como Jesus Cristo não é responsável pelos absurdos que foram e que são praticados em Seu nome e em nome de seu Evangelho.”


SIGNIFICADOS QUANTO AO FORMATO DA VELA



 
Cones ou Triangulares: equilíbrio, elevação.
Quadradas: estabilidade, matéria.
Estrela: espiritual, carma.
Pirâmide: realizações matérias.
Cilíndricas: servem para tudo.
Animais: para o seu animal protetor.
Lua: para acentuar sua energia intuitiva.
Gnomo: para seu elemental da terra.
Cone ou Triangulares: simbolizam o equilíbrio. Tem três planos: físico, emocional e espiritual.
Velas Cônicas: são voltadas para cima e significam o desejo de elevação do homem, sua comunicação com o cosmos.
Velas Quadradas: Simbolizam estabilidade na matéria. Seus lados iguais representam os quatro elementos: Terra, Água, Fogo, Ar.
Velas em Formato de Estrela de Cinco Pontas: É o símbolo do homem preso na matéria. Representa o carma.
Velas Redondas: Simbolizam mudança. E a energia mais pura do astral que só a mente superior alcança.